22 maio 2020

Exército auxilia na desinfecção de espaços da Funase em Petrolina.

Soluções que ajudam no combate à disseminação do novo coronavírus foram aplicadas em áreas do Centro de Atendimento Socioeducativo localizado no município

Visualização da imagem

Imagem: Divulgação

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), vem mantendo os cuidados necessários com a limpeza e a higienização das unidades espalhadas em todo o Estado por meio de iniciativas próprias e de parcerias com outras instituições. Nesta semana, por exemplo, o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Petrolina, no Sertão pernambucano, recebeu o apoio do 72º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro para ajudar na tarefa de combater possíveis focos de transmissão da Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus.

Água sanitária, sabão e álcool 70% foram usados para higienizar a área administrativa, o bloco pedagógico, o pátio de convivência e os alojamentos dos socioeducandos e dos funcionários. Todos os militares participantes da ação realizaram a limpeza utilizando equipamentos de proteção individual (EPIs) e aplicaram o produto com mangueiras a jato. Além disso, na unidade, a Funase está promovendo campanhas de conscientização com os adolescentes atendidos. Já foram realizadas entregas de kits de higiene, distribuição de cartazes e folders e rodas de conversas, com número reduzido de participantes, sobre como evitar o contágio.

Segundo a coordenadora técnica do Case Petrolina, Marineide Barbosa, a parceria deve se repetir. “Enviamos um ofício para o comandante do batalhão e recebemos uma resposta positiva. Todos os meses, o grupo virá até a nossa unidade e dará esse apoio tão necessário neste momento. A ação veio, sem dúvidas, para contribuir com a prevenção entre os jovens e funcionários”, disse.

Além desse apoio, a desinfecção de espaços físicos da Funase tem sido feita com pulverizadores adquiridos pela instituição. Desde abril, esse procedimento já foi realizado em instalações situadas no Grande Recife, na Zona da Mata e no Agreste do Estado.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos