24 abr 2020

Deltan Dallagnol vê ‘gravíssima denúncia’ sobre interferência de Bolsonaro na PF.

Deltan Dallagnol vê ‘gravíssima denúncia’ sobre interferência de Bolsonaro na PF

Deltan Dallagnol, procurador da república

Estadão Conteúdo

O coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, afirma ser “gravíssima a denúncia de tentativa de escolha” pelo presidente Jair Bolsonaro “de dirigentes da Polícia para interferir em investigações e ter acesso a informações sigilosas”. “O combate à corrupção exige investigações técnicas, que possam ser conduzidas sem pressões externas”.

“A escolha de dirigentes da PF deve ser voltada para fortalecer o combate à corrupção, ao crime organizado e a outros crimes. A seleção guiada por interesses pessoais e político-partidários coloca em risco o combate à corrupção no Brasil”, afirma Deltan.

Para Deltan, em sua visão, a “denúncia pública feita hoje pelo Ministro da Justiça reflete a seriedade com que conduziu seus trabalhos e seu compromisso com a sociedade e o interesse público”. “O avanço do trabalho contra a corrupção no Brasil requer que as investigações, especialmente aquelas contra poderosos, sejam protegidas de ingerências políticas.”

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos