26 mar 2020

Com uso da tecnologia, salas de aula são transferidas para dentro da casa dos alunos.

Sistema de ensino remoto é a aposta do UniFBV|Wyden, mantendo o calendário acadêmico durante o período de pandemia

Com o uso da tecnologia, a sala de aula pode ser transferida para onde o aluno estiver, unindo o conhecimento e muita praticidade. Diante da suspensão de atividades, devido a pandemia do coronavírus, o Centro Universitário UniFBV|Wyden, com sede no Recife, investiu em uma plataforma digital, apresentando atividades remotas para os seus mais de quatro mil estudantes. Todas as disciplinas, nos 47 cursos superiores ofertados pela instituição, passam a contar com um sistema de aulas ao vivo, sem interromper o calendário programático e com toda a interação necessária para o aprendizado eficaz.

As turmas se reúnem virtualmente, no dia e horário já estabelecidos para cada conteúdo. Nada foge do cotidiano, com a interação por áudio e vídeo, além do devido registro de presença e desempenho. O formato de sala do futuro possibilita o compartilhamento de materiais complementares, como imagens, vídeos, planilhas e links. O docente também tem à disposição o tradicional quadro para anotações, podendo incrementar a exposição com quiz e jogos didáticos. A medida está em sintonia com as recomendações do Ministério da Educação e das autoridades de saúde para o período de crise no país, possibilitando que alunos, professores e todo o corpo de funcionários sejam resguardados, seguindo a mesma programação sem precisar sair de casa.

De acordo com a pró-reitora acadêmica do UniFBV|Wyden, Marília Figueiredo, a medida é fruto de dedicação e planejamento, com uma avaliação bastante satisfatória. “Diferente dos formatos já conhecidos em disciplinas on-line ou de educação à distância, tudo acontece no momento exato, com o professor podendo olhar diretamente para os alunos, chamar à atenção, entender suas necessidades, repetir uma explicação. É a chance de possibilitar tudo isso, sem comprometer o rendimento e o indispensável relacionamento entre os colegas”, explicou. O acesso pode ser feito na tela do computador ou por meio de tablets e smartphones. Ela lembra que todas as aulas são gravadas e, no caso de qualquer intercorrência, o estudante pode conferir posteriormente o material sem qualquer prejuízo. A tecnologia segue até o término do período de isolamento.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos