25 mar 2020

Mesmo com o futebol paralisado, contratações continuam em pauta no Náutico.

“Se existia uma contratação em pauta ela vai ser feita”, revelou o presidente Edno Melo

Fernando Castro

Leo Lemos/Náutico

Edno Melo citou a importância do clube não extrapolar o orçamento traçado – FOTO: Leo Lemos/Náutico

Mesmo com a paralisação do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste por tempo indeterminado, devido a pandemia do novo coronavírus, o Náutico segue atento ao mercado. Antes de suspender as atividades e liberar o elenco, a diretoria alvirrubra estava em busca da contratação de um jogador que atue pela ponta esquerda do ataque, já que Matheus Carvalho e Álvaro romperam os ligamentos do joelho e vão desfalcar o time por cerca de seis meses.

“Nesse sentido não (prejudica), porque não íamos fazer nada que extrapolasse o nosso orçamento. Estamos cumprindo a risca o nosso orçamento, então se existia uma contratação em pauta ela vai ser feita, porque esse dinheiro já está provisionado, não é nada que vem de fora”, comentou o presidente Edno Melo, em entrevista ao repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal.

A diretoria do Náutico segue monitorando possíveis reforços, mas enxerga dificuldade devido a paralisação dos campeonatos e a incerteza de quando voltam a ser disputados. Os principais alvos do time alvirrubro são jogadores que estão empregados em outros clubes, por isso o Timbu espera a definição dos campeonatos estaduais para avançar nas negociações.

PREJUÍZO

Admitindo que a pandemia do novo coronavírus não prejudica tanto o planejamento do clube em relação a novas contratações, o presidente Edno Melo também comentou o dano financeiro que o Náutico está tendo sem jogos. “O que abala nesse momento, com a paralisação dos campeonatos, são as verbas extras que tocam o dia a dia do clube, não é nada que a gente tenha contado antes, como se fosse uma cota já garantida, então por conta disso estamos tranquilo nesse sentido”, explicou.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos