Diversos técnicos da companhia e até o ex-presidente da estatal, Hélio Cabral, foram ouvidos pelos investigadores. A hipótese de sabotagem foi levantada por Wilson Witzel no fim de janeiro, no auge da crise da geosmina.

Justiça determina 25% de desconto na conta

Uma liminar obtida pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública determinou que seja concedido um desconto de 25% na conta da Cedae para os consumidores que receberam água contaminada pela geosmina. A decisão foi da juíza Maria Christina Berardo Rucker, da 2ª Vara Empresarial do TJ do Rio, como antecipou o colunista Ancelmo Gois em seu blog no GLOBO. Em caso de descumprimento, a companhia será obrigada a pagar uma multa diária de R$ 1 milhão. O governador Wilson Witzel (PSC) informou que o estado vai recorrer da decisão, que, segundo ele, é “precária”.

— Durante todo o processo, apenas nove mil pessoas reclamaram. Como uma decisão pode dar 25% de desconto em todas as contas? Não é razoável. Então, certamente ela será revogada — afirmou o governador, em visita ao Congresso Nacional, em Brasília.