16 jan 2020

Novaes por Felipe Carreras é 6 por 1/2 duzia..

Serão mais anos de frustração e tempo perdido. O Governo deveria dar a mesma atenção ao setor, que se dá a Educação e Segurança.

Os blogs políticos de Pernambuco, especulam a saída de Rodrigo Novaes da Setur-PE, numa possível mudança de secretariado em fevereiro próximo. A saída de Rodrigo seria muito bom para o setor, pois Rodrigo nada vez, para ser justo, até que fez, mais em beneficio próprio, buscou aumentar seu capital político, com uma ação festiva chamada de “Bora Pernambucar”. Agora o que está ruim, pode ficar pior. Com a possível saída de atual secretário, também especula-se a volta do deputado federal, Felipe Carreras, ao posto. Ou seja, a emenda pode ficar pior que o soneto. Juntando os dois pode-se dizer que o Governador vai trocar seis por meia duzia.

A verdade é que nos últimos 5 anos, o turismo vive uma verdadeira espuma. Estados menores e com menos potencial anda muito além de voos, eventos e ações políticas. Os dois gestores nada de concreto deixam ou deixaram, para um setor super importante da economia local. Falta credibilidade, conhecimento, ações, projetos e o principal vergonha na cara e respeito a um setor que muito devolve ao estado. O Governador bem que poderia dar a mesma atenção ao turismo, dispensando ao setor, a mesma atenção que se dá nas áreas de Educação e Segurança.

A meia culpa também vai para o Trade local, pois o mesmo aceita de forma passiva, esse vai e vem de políticos famintos por votos e espaços para seus comissionados. O trade deveria se colocar de forma mais exigente,  uma prioridade – Indicar um nome nome para comandar a Empetur.  A Empetur e a Setur-PE perderam seu brilho, viraram postos de troca de votos. Saudades de Samuel Oliveira, Laedson Bezerra, Carlos Eduardo Cadoca, Frederico Loyo, André Correia, Alberto Feitosa, Adailton Feitosa e outros que dando fizeram e dignificaram a pasta do turismo em Pernambuco.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa