2 jan 2020

Cabeça d’água atinge complexo de cachoeiras no Sul de MG e deixa ao menos três mortos.

As vítimas, todas da mesma família, foram identificadas como Émerson Magalhães Couto, de 45 anos, Áurea Carvalho Magalhães, 39, e Dafne Carvalho de Magalhães Couto, 17. Eles eram de Campos Gerais e estavam na cidade a passeio.

Um vídeo gravado por uma banhista que estava no local mostra o momento em que a enxurrada atinge o complexo.

Vítimas tiraram fotos pouco antes de serem atingidas pela água — Foto: Arquivo pessoal

Vítimas tiraram fotos pouco antes de serem atingidas pela água — Foto: Arquivo pessoal

O Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte chegou a dizer que outras duas pessoas haviam morrido. No entanto, em entrevista ao G1, o secretário de Infraestrutura de Guapé, Antônio Simonedi de Souza, afirmou que apenas três óbitos foram registrados e não há pessoas desaparecidas. A informação foi também confirmada posteriormente pelos bombeiros.

Segundo relatos de uma visitante, diversos jovens estavam nas cachoeiras quando o volume de água subiu repentinamente. Pouco depois, pais começaram a chegar ao local para procurar por seus filhos.

Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), da Polícia Militar e dos bombeiros foram acionadas. A equipe do Grupamento de Operações Aéreas do Helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros, estava transportando um órgão, mas fez um pouso improvisado e também se dirigiu para a cidade.

Helicóptero do Corpo de Bombeiros faz pouso de emergência em Guaxupé — Foto: Corpo de Bombeiros

Helicóptero do Corpo de Bombeiros faz pouso de emergência em Guaxupé — Foto: Corpo de Bombeiros

Volume de água

Cabeça d’água se refere a um aumento rápido e repentino do nível de um rio, lago ou cachoeira devido a chuvas em trechos anteriores ou mais altos do percurso.

O fenômeno é diferente de uma tromba d’água, que se assemelha a um tornado, mas tem menor intensidade e ocorre sobre superfícies líquidas, como mar ou rio.

Paredão de Guapé — Foto: Reprodução EPTV

Paredão de Guapé — Foto: Reprodução EPTV

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos