23 dez 2019

CEO da Boeing renuncia ao cargo.

O presidente do conselho de administração da empresa, David L. Calhoun, foi nomeado para substituir Muilenburg. Antes que ele assuma o posto, no dia 13 de janeiro, o diretor financeiro da Boeing, Greg Smith, irá atuar como CEO interino em um período de transição.

“O Conselho de Administração decidiu que era necessária uma mudança de liderança para restabelecer a confiança na empresa em avançar, pois trabalha para reparar o relacionamento com reguladores, clientes e todas as demais pessoas interessadas”, disse a empresa em comunicado.

“Acredito firmemente no futuro da Boeing e do 737 MAX”, afirmou Calhoun em nota.

O anúncio ocorre cerca de uma semana após a empresa informar que vai interromper a produção comercial do modelo 737 MAX a partir de janeiro do próximo ano. Em comunicado, a maior fabricante de aviões dos Estados Unidos disse que deve priorizar a entrega de aeronaves que estão em estoque.

Boeing vai suspender produção do 737 Max em janeiro

Boeing vai suspender produção do 737 Max em janeiro

O uso do modelo 737 MAX foi suspenso em todo o mundo depois que dois acidentes mataram 346 pessoas. A Boeing produzia 42 jatos do modelo 737 MAX por mês, apesar da suspensão. Atualmente, a companhia tem 400 aviões em estoque.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos