30 dez 2018

Bolsonaro não pediu ressarcimento de conta médica após facada.

Crédito: Reprodução / Instagram

Da Redação

Mais de cem dias depois de sofrer o atentado a faca em Juiz de Fora (MG), o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), ainda não apresentou à Câmara dos Deputados um pedido de ressarcimento dos gastos médicos e hospitalares com seu atendimento.  As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com as regras da Câmara, para receber o reembolso, o presidente eleito precisa apresentar diversos documentos que comprovem os gastos, incluindo declaração de que os custos foram quitados por ele.

Caso o valor seja superior a R$ 50 mil é necessário uma deliberação da Mesa da Câmara, presidida por Rodrigo Maia (DEM-RJ). De acordo com o jornal, a assessoria da Câmara informou que Bolsonaro pode fazer o pedido a qualquer tempo, mesmo após renunciar ao restante do mandato para assumir a Presidência da República.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos