26 set 2016

Globo quer derrubar Temer e apoiar eleições indiretas.

faustao-2013

Brizola já dizia que quando o comando geral da Globo decide uma coisa vai até o fim. Ele falava com firmeza, pois teve os seus dois governos no Rio de Janeiro completamente boicotados  pela emissora. Tudo que ocorria de ruim na cidade carioca a culpa era de Brizola. Não tinha jeito.

O gaúcho governou a cidade por dois períodos: de 1983 a 1987 e o segundo de 1991 a 1994. Construiu os CIEPS – Centros Integrados de Educação Pública – onde os alunos passavam o dia estudando, se alimentando e praticando esportes. Fez o Sambódromo para os desfiles das escolas de Samba e a Linha Vermelha. Nada disso foi importante aos olhos da Globo. Ele só teve sossego quando deixou de exercer cargos públicos e morreu. Hoje a Globo tem exclusividade nas transmissões das Escolas de Samba e a maioria dos governadores adotaram o CIEP como solução para a educação, mas com outro nome.

Agora surge outro alvo. O presidente Temer não está tendo sossego um minuto sequer. Chegou ao cúmulo de liberar o babaca Faustão para criticar o novo programa de educação que o Governo Federal está implantando.

Disse Faustão: “Então, o país que mais precisa de educação faz uma reforma com cinco gatos pingados que não entende porra nenhuma, que não consulta ninguém e aí, de repente, tira a educação física, que é fundamental na formação do cidadão”, disse o apresentador, para aplausos dos presentes no estúdio.

E emendou: “Aí, quando você percebe, um país como esse, que tem uma saúde de quinta [categoria], não tem segurança, não tem emprego, não tem respeito a profissões básicas. O país que não respeita professor, pessoal da polícia e pessoal da área de saúde é um país que não oferece o mínimo aos seus cidadãos”, completou Faustão.

Algum interesse da emissora foi contrariado e hoje a Globo trabalha 24 horas por dia para emplacar a eleição indireta com a votação no Congresso Nacional.

Então, depois das eleições municipais de 2 de outubro, a gestão Temer será bombardeada por quem entende de comunicação, diferentemente do Governo Federal que anda batendo cabeça e sem uma comunicação focada em temas previamente acordados.

No tema Caixa 2, o presidente Temer é radicalmente contra a sua utilização. Já o seu coordenador político Gedel Vieira Lima deu várias entrevistas a favor. Depois do pito, veio com mais mais e desmentiu o que tinha dito. Horrível!

Então a agenda já está definida, em 2016 a desconstrução de Temer até ele cair e em 2017 vamos com eleições indiretas para presidente da República. Aliás a Vênus Platinada nunca gostou de eleições decididas no voto. Em 1983 foi contra a emenda do pedetista Dante de Oliveira que pedia Diretas Já para a Presidência da República. Em 2018 vamos pros votos.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa