23 ago 2016

Taxistas revoltados com Geraldo, Renildo e Elias.

untitledtx
Taxista à procura de passageiros. Foto Divulgação
untitledtx2
Taxi parado no Plaza

Revoltados com os prefeitos dos municípios do Recife, Jaboatão e Olinda, governados pelos prefeitos, Geraldo Júlio, Elias Gomes e Renildo Calheiros, os taxistas fizeram um protesto na Imbiribeira na altura do aeroporto Gylberto Freire durante toda a manhã e prometem novas paralisações caso os gestores não regularizem o uso da UBER que está prejudicando os taxistas. “Estão traindo a categoria ” gritou. “Ao invés de apoiar uma categoria que sempre prestou serviços aos municípios, pagam seus impostos e que trabalha dentro das leis específicas dos municípios, preferem fazer vista grossa para a turma do UBER que chegou de repente, não contribui com nenhum imposto e ainda cobra as corridas mais baratas tirando nossos clientes.”

“De repente somos massacrados por uma categoria sem eira nem beira. Basta ter um automóvel para levar passageiros sem nenhuma garantia e sem identificação alguma. Basta ter um aplicativo, um celular ou um tablet para conseguir um passageiro. Além disso não têm nenhum cadastro nas prefeitura. É inadmissível as prefeituras concordarem com isso” reclamou Saulo que tem ponto fixo em Olinda.
Roberto,  nome fictício, para não ser prejudicado tem ponto no Shopping Plaza, afirma que para dez clientes UBER consegue um passageiro comum. “Já o prefeito Geraldo Júlio, não precisa disso, deixa o carro aqui e tem hora marcada para sair. “É fácil, sem nenhum problema”. Inconformados com o desprezo  dos prefeitos Geraldo Júlio, Elias Gomes e Renildo Calheiros, a categoria vai parar outros dias para protestar contra o descaso que a categoria vem sofrendo.
Mais, os taxistas não estão contando com o sindicato da categoria a quem os classifica de omisso e que não fez nada para assegurar os direitos dos taxistas.
Digo mais, Roberto que tem ponto no Shopping Plaza, “o taxista que votar em um desses prefeitos estará traindo a categoria: Geraldo Júlio, Elias Gomes e Renildo Calheiros estão dando as costas pros taxistas.” No dia 2 de outubro daremos a respostas com os 10mil taxis que existes nestes três municípios”, alertou.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa