6 jul 2016

HB de olho nas urnas.

images1UWN3ZP5
30diarios,worpress
imagesVK38F4H6
Luiz alberto.com

Este blog está inaugurando a Pesquisa HB de Olho nas Ruas que consiste numa previsão, repito previsão dos possíveis candidatos eleitos na votação para prefeito e vereadores na cidade do Recife. A campanha eleitoral ainda não começou, por isso não estamos marcando próximas datas, Agora, que existem várias rodas de apostas está circulando nos meios políticos, principalmente no conhecido Buraco frio da Câmara de Vereadores do Recife, isso tem. E se tem notícias, estamos lá.
Então vamos. O partido ou coligação que não alcançar o quociente eleitoral – e não coeficiente – não elegerá nenhum candidato. O quociente eleitoral é calculado pela soma de todos os votos válidos da coligação ou legenda, menos os votos válidos ou nulos que não valem pra nada. Ninguém liga .
Um complicador, por mais votos que o candidato tenha e o seu partido não consiga obter o quociente do partido não será eleito. Foi o caso do candidato a vereador pelo PSOL que foi o segundo mais votado, com 13 mil votos, no Recife e ficou de fora, Motivo. O PSOL não atingiu o número do quociente eleitoral em 2012, admite-se que haja mais votos brancos e nulos e ai o quociente eleitoral cairá para 20 mil, será o número mínimo que a legenda terá que obter para eleger um candidato. Se tiver 100 mil, elegerá cinco vereadores.

Então consultando quem entende do assunto calcula-se que a renovação na Câmara de Vereadores será de 30 a 40% das bancadas.
Ai, hoje, estaria reeleitos 25 parlamentares: Vicente André Gomes ou Augusto Carreras ( PSB ); Davi Muniz ( PEN ); Rodrigo Vidal ( PSB ); Almir Fernando ( P C do B ); Isabela de Roldão ( PDT ); Antônio Luiz Neto ( PTB ); Aerto Luna ( PRP ); Jairo Brito ( PT ); Vera Lopes ( PPS ); Aline Mariano ou Jayme Asfora ( PMDB ); André Régis ( PSDB ); Jurandir Liberal ( PT ); Luiz Eustáquio ( PSB ); Michelli Colins ( PP );  Carlos Gueiros ( PSB ); Irmã Aimée ( PSB );  Eriberto Rafael ( PTC ); Rogério de Lucca ( PSL ); Jadeval de Lima ( PTN ); Edmar de Oliveira ( PHS ); Marco de Bria ( PSDC ); Aderaldo Pinto ( PRTB ); Eduardo Marques ( PSB )
Alfredo Santana ( PRB ).
As demais vagas que irá perfazer o total de 39 vereadores serão preenchidas por partidos pequenos que não irão  coligar com os chapões das candidaturas majoritárias de Geraldo Julio, Daniel Coelho,  Carlos Augusto, Priscila Krause, João Paulo, Edilson Silva e Silvio Costa Filho, Sérgio Magalhaes.
São esses partidos pequenos que dispõem de 59 candidatos com dois a três mil votos que decidirão quem irá para a Câmara de Vereadores e quem será o Prefeito eleito no segundo turno.
Agora, como falta muito tempo até a eleição em outubro, o quadro pode virar numa disputa considerada a mais acirrada de todos os tempos.
OBS: somando os nomes só tem 24 reeleitos
É isso

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa