17 jun 2016

Luciana Santos não deve disputar eleição em Olinda.

untitledvermelho
Foto: Blog vermelho.org

Presidenta Nacional do PC do B, a deputada federal Luciana Santos não deverá disputar a eleição para a Prefeitura de Olinda este ano. Muito ligada a presidente afastada Dilma Rousseff, PT, não poderá afastar-se de Brasília enquanto durar o processo de Impeachment que será julgado pelo Senado num prazo de 180 dias contados a partir de abril. O partido faz parte da base aliada de Dilma e sua ausência no Congresso prejudicaria as articulações internas que lutam pela volta Dilma ao Poder.
Além disso, o PC do B, está muito desgastado em Olinda, pois comanda a Prefeitura por 16 anos consecutivos. Renildo Calheiros conta com uma rejeição muito grande da população nos seus oito anos de gestão.
A opção poderá ser o abraço de Tamanduá – expressão que significa a morte de uma pessoa – com o PT que também conta com uma rejeição muito grande na cidade. Com a coligação dos dois partidos, o PT seria cabeça-de-chapa com a candidatura da deputada estadual Teresa Leitão e o PC do B indicaria o vice.
Então a disputa pela gestão em 2016 ficará entre as candidaturas de Antônio Campos, PSB, que largou na frente de Isabel Urquisa, PSDB, e Ricardo Costa, PMDB, que decidiram suas candidaturas depois do socialista.
O auge da votação do impeachment de Dilma coincidirá com o período das eleições municipais que terá o primeiro votado no dia 2 de outubro e o segundo turno no dia 30 do mesmo mês. Na avaliação da base da ex-presidente, é mais importante a presença da deputada federal Luciana Santos em Brasília do que ausentar-se do processo. É peça fundamental no processo.
É isso

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa