3 jun 2016

Basta uma estiagem e ninguém pensa mais nos pontos de risco e de morte.

39

Não há nenhuma previsão ou tromba d´’agua ou dilúvio que nos tire do mapa de Pernambuco as regiões Metropolitanas, Matas Norte e Sul. De acordo com a metereologia da Agência Pernambucana de Água e Clima as chuvas serão de leve a moderada nas três regiões que na última segunda foi intensamente castigada por fortes chuvas, desabamentos de áreas de risco nos morros e no litoral e, infelizmente quatro mortes não foram evitadas. Três em Olinda e uma no Recife.

Passados três dias, parece que o fato aconteceu há um século. Os políticos já esqueceram que as populações das cidades que foram castigadas ainda choram suas perdas familiares, seus utensílios e que muitas delas estão sem abrigo e sem ter o que comer. E, olhe que estamos a poucos meses das eleições municipais e o povo entregue a própria sorte.

Olinda, a cidade mais violentamente castigada é administrada há 16 anos PC do B. E quer mais quatro. Às vésperas do temporal a ex-prefeita Luciana Santos dava uma festinha para amigos e correligionários a sua volta ao poder. Tudo em clima de festa. Já o prefeito Renildo Calheiros deveria estar escondido em alguma nuvem vendo a desgraceira em sua Cidade.

Oh! Olinda, como estás sofrendo! Que dupla toma conta de ti. Uma faz festa e o outro se esconde….

No dia seguinte o candidato Antônio Campos do PSB, percorreu os bairros atingidos criticando o descaso e a falta de governo do Poder de Plantão e foi duramente repreendido em sua fan Page taxando-o de aproveitador. Oi, ninguém pode prestar solidariedade a um povo sofrido como o olindense? É o fim da picada! Me digam qual foi o prefeito ou candidato das demais cidades atingidas pela tromba d’água prevista pela APAC que tomou tal atitude!.  

unnamedrj
Rádio Jornal(orla de Olinda)

Ops! Perdão, no Recife o presidente da Emlurb, Roberto Gusmão, questionado pelo repórter da Globo Nordeste, informou que para desentupir os banheiros e dar vazão a toda água acumulada nas ruas, 1.200 funcionários do prefeito João Paulo estavam mobilizados desde cedo. Perceberam a garfe? – E agora? quem paga o pato?

A revolta da natureza com os desmatamentos e a destruição dos seus rumos naturais sem nenhum estudo técnico, a falta de preocupação dos prefeitos em só realizarem obras de fachada e que dão votos aliados a má educação do povo que entope galerias, joga o lixo nos rios e não está nem ai para o dia seguinte, só podia dar em tragédia.

Segundo decisão do Tribunal Superior Eleitoral, o primeiro turno das Eleições 2016 será no dia 2 de outubro, e o segundo turno no dia 30 de outubro. Falta muito pouco tempo. E, quem não fez nada até agora, não fará mais. De resto, é continuar pensando que Deus é brasileiro e rezar para não termos outra catástrofe e votar em quem apresentar as melhores propostas olhando nos seus olhos. É o mínimo.

É isso!

 

 

 

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa