15 abr 2016

Aglailson Junior será o próximo prefeito de Vitória de Santo Antão.

IMG_5970
Aglailson Junior, futuro prefeito de Vitória de Santo Antão

A afirmação é da Revista Total, campeã de acertos em resultados eleitorais
Com a credibilidade de ter acertado em todos os prognósticos eleitorais nas disputas majoritárias, desde o ano de 2004 até 2014, a Revista Total faz outra inédita revelação a sete meses das eleições municipais.
Dessa vez, o município é Vitória de Santo Antão, distante 55 quilômetros da capital Recife. ” Não tem pra ninguém, diz o presidente da Revista. “O próximo prefeito será o deputado estadual do PSB, José Aglailson Junior”, complementa.
A fórmula para certara os resultados das eleições com a margem de 100% de acertos ele não revela nem em pensamento. Diz apenas que tudo está baseado em estudos técnicos da equipe da Total que percorre todas as cidades pernambucanas por ano para tirar o sentimento das ruas. “Ora, se a Coca&Cola, líder mundial no consumo de refrigerantes não conta o seu segredo para ninguém, porque eu vou contar o meu. Os resultados dos nossos êxitos estão publicados nas páginas da Revista Total. É só verificar “, explicou orgulhoso.
Aglailson Junior como é conhecido, está no quarto mandato consecutivo como deputado estadual. É líder da Comissão de redação e Leis e acumula a suplência de Negócios Municipais. Com 49 anos, é de uma família tradicionalmente poítica em que a geração de avô e pai contribuíram para o desenvolvimento de Vitória.
Acostumado a trabalhar os sete dias da semana divididos entre a Alepe e a sua cidade visitando feiras, mercados e correligionários sempre com uma palavra de alívio e de conforto num momento de muita crise, como costuma dizer.
Acertando mais esse prognóstico, a Revista Total fica com o mérito e o atual prefeito Elias Lira, do PSD, pode preparar-se para a derrota do seu candidato. Como ele está no segundo mandato não pode concorrer às eleições de 2016.

Acertos

IMG_5983
Marcelo Mesquita e Eduardo Campos

Na eleição de 2004, quando tirou a sua fórmula da gaveta, a Revista Total acertou na vitória do prefeito  do Recife João Paulo Lima e Silva, do PT. Em 2006, foi a vez de Eduardo Campos ser o governador de Pernambuco pelo PSB. Tal projeção foi criticada por muitos, pois quando Eduardo lançou-se candidato tinha apenas 4% das intenções de voto e um banquinho com o número 40 do partido onde subia para fazer os seus discursos.
Em 2008, acertou novamente o prefeito do Recife. João da Costa, PT, levou os trabalhadores a mais um mandato. Foi no ano de 2010 que a revista resolveu ousar. Acertou a reeleição de Eduardo Campos como os seus dois senadores: Armando Monteiro Neto, PTB, e Humberto Costa, do PT. Em 2012 foi a consagração. Acertou que o candidato Geraldo Julio, PSB, sem nenhuma experiência política seria eleito o prefeito do Recife no primeiro turno.
Em 2014, aumentou o círculo dos seus estudos técnicos. Acertou a eleição de Paulo Câmara quando ele tinha apenas 8% e Armando Neto, PTB, estava com 43%. Uma lavada para o petebista. Perdeu! O PSB fez novamente o seu governador. Dos 25 deputados federais, só errou em Luciano Bivar. Kaio Maniçoba, hoje no PMDB, foi a surpresa. Na Assembleia Legislativa acertou 43 dos 49.
Alguém quer mais?

 

É isso!

Henrique Barbosa

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa