13 jul 2014

O tango financeiro do PT – Coluna Esplanada.

Brasília, Domingo, 13 de Julho de 2014

 

Maior empresário da Argentina, Eduardo Eurnekian tem o perfil para se tornar grande financiador de campanhas do PT. Bilionário, bon vivant e disposto a investir muito no Brasil, com a Argentina quebrada. Dono da Inframérica, são dele os aeroportos de Brasília e Natal. Por isso estrelados petistas têm procurado o bonaerense. Para citar só dois, o governador Agnelo Queiroz, do DF, e o ex-ministro do Desenvolvimento e Indústria Fernando Pimentel, candidato ao governo de Minas.

Nuevos Hermanos

Pimentel levou prepostos de Eurnekian a Belo Horizonte para oferecer “potenciais investimentos”. Já Agnelo virou unha e carne com o empresário.

Empolgou

Em visita ao empresário em Buenos Aires em agosto, um Agnelo inspirado ofereceu, sem licitação, a operação do Parque Digital no DF, pólo de indústrias de tecnologia.

Tá bom..

A assessoria do GDF informou que “Queiroz apenas apresentou potencialidades do DF para sediar empreendimentos, como faz com todo grupo empresarial interessado”.

May day

A Aeropuertos Argentinos, de Eurnekian, deu um tremendo calote no governo Cristina Kirchner ao não honrar 1,9 bilhão de pesos em impostos após conquistar

a privatização do Aeroporto de Ezeiza. Resultado: em vez de devolver o rentável terminal, ou pagar o que devia, Eurnekian obrigou o governo a se tornar sócio com

20%.

A escolhida

O Instituto Uniemp, em Campinas, ficou na mira do Ministério Público por contratos de onsultoria para governos estaduais do PSDB que somaram R$ 85 milhões entre 2001 e 2006. Nada disso foi embargo para que a sua diretora, Maria Helena Guimarães, fosse escalada por Aécio Neves para elaborar o programa de Educação para a campanha.

Coldre na urna

Candidato ao governo de São Paulo pelo PT, o ex-ministro Alexandre Padilha vai apresentar durante a campanha e nos debates na TV tópicos de um inovador programa de Segurança Pública para o Estado. Eles têm as digitais do ex-delegado Paulo Lacerda, que comandou a PF em parte do governo Lula.

O delegado voltou

Lacerda surgiu na gestão Lula apadrinhado pelo então ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. O renomado advogado, aliás, vai avalizar o plano de Padilha. Lacerda andou sumido após a polêmica Operação Satiagraha, que prendeu seu desafeto pessoal, o banqueiro Daniel Dantas. Foi adido policial na Embaixada de Lisboa .

Limpa na PREVI

O mais bilionário fundo de pensão da América Latina – R$ 170 bilhões de caixa + patrimônio –, a Previ, dos servidores do BB, sofreu reviravolta na eleição de nova

Diretoria. Nomes de carreira, pessoas sérias e sem ligações com o PT – que controla o fundo desde 2003 – venceram a disputa e tomaram as rédeas do Conselho do fundo.

Recado..

Desta nova safra, destaca-se Décio Bottechia, diretor de Planejamento. No seu discurso de posse, avisou que acabou a farra dos investimentos suspeitos e sem retorno. O resultado virá até outubro: como a Previ é sócia de grandes empresas patrocinadoras de campanhas, vai ter muito candidato chiando neste ano.

..dado

Aliás, Bottechia é mestre e doutor em Economia. Sua tese disseca como a corrupção através do Poder dilacera a economia e resultados positivos. Tudo a ver.

Ponto Final

Alemanha x Argentina: Hoje são os tambores da Bahia contra o tango carioca.

Leandro Mazzini com Equipe DF, SP e Nordeste

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa