11 jan 2018

Raul Henry continua indignado com o senador Fernando Bezerra Coelho.

Foto: JC imagem

O vice-governador de Pernambuco e presidente do MDB, também, de Pernambuco Raul Henry, não se cansa de agredir verbalmente o senador Fernando Bezerra Coelho que tomou o partido-  ajudado pelo presidente nacional da legenda, Romero Jucá e o presidente Michel Temer – para candidatar-se ao governo de Pernambuco este ano, 2018.

Todos os adjetivos contra FBC já foram usados. Agora diz que ” ele é uma pessoa pessoa que tem a trajetória política, marcada pelo oportunismo, traição e adesismo e que agora entrou no MDB com um punhal escondido para nos apunhar pelas costas” Quem faz o coro e também críticas é o deputado federal Tadeu Alencar que acusa o senador de apropriação indébita querendo ser o continuador das obras de Eduardo Campos.

Tudo isso, tirou o brilho da festa de posse do conselheiro Marco Loreto que assumiu a presidência do TCE-PE pela segunda vez. Ele fica no cargo até janeiro de 2020. Aliado de Paulo Câmara e Geraldo Julio, o novo presidente estava em casa, pois a maioria dos presentes era do PSB. Lembrou ainda a suam primeira nomeação por Eduardo Campos em 2007.

Na formação da mesa, outro constrangimento com apenas um “oi”seco do governador e prefeito do Recife com o senador e um silêncio completo de Raul Henry. Outro detalhe foi a cara fechada do senador que costuma sorrir por nada em todos os encontros e festividades.

Creio que a turma do MDB que está indignada com a entrega do partido a FBC deveria ficar um pouco mais calada e agir com mais ponderação com o novo desafeto, já que as chances de Jarbas e companhia de retornarem ao comando do partido é muito difícil. O TSE tem dado ganho de causa aos presidentes nacionais dos partidos que interferem nos diretórios que não seguem as orientações do partido. No caso de Pernambuco, os emedebistas são claramente dissidentes da orientações da direção nacional que tem no comando o senador por Roraima, Romero Jucá, gêmeo siamês de do presidente Michel Temer.

 

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa