14 nov 2017

Primo de Aécio pede ao Supremo para não ser investigado junto com o senador.

Turma vai julgar recurso da PGR para que Frederico Pacheco e outras pessoas ligadas ao tucano sejam processados na Corte.

Ele deve estar querendo, sendo julgado em separado, mentir com as próprias mentiras e não com as mentiras inventadas pelo primo, que apenas favoreceriam o senador mineiro…

MARCELO ROCHA

Mendherson Souza Lima, assessor de Zezé Perrella, recebendo uma mala de dinheiro de Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio Neves   (Foto: Reprodução)

Frederico Pacheco, primo do senador Aécio Neves (PSDB-MG), não quer ser investigado junto com o político no Supremo Tribunal Federal. Pacheco buscou dinheiro da JBS para o tucano em São Paulo. Ficou famoso ao ser citado por Aécio numa conversa com Joesley Batista. Brincando, Aécio disse que mataria o primo antes que ele fizesse um acordo de delação premiada.

 

 

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa