13 nov 2017

Prefeito de Manaus defende afastamento imediato do PSDB do governo Temer.

Arthur Virgílio diz, ainda, ser contra minirreforma da Previdência.

MURILO RAMOS

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, em foto de 2009, quando era senador (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), diz que o partido deve deixar os cargos que ocupa no governo do presidente Michel Temer imediatamente. Virgílio – que pretende disputar as prévias do partido para escolher o candidato da legenda ao Planalto – defende, ainda, que os parlamentares do PSDB devem ajudar a aprovar reformas que considera importantes. “Mas precisa deixar claro (partido) que discorda de minirreforma eventual (no caso da reforma da Previdência)”, afirma.

 

 

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa