5 dez 2017

PIMENTA DENUNCIA “GORJETA” MILIONÁRIA NOS ACORDOS DE DELAÇÃO.

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) traz à tona uma revelação gravíssima: contra a lei, a força-tarefa da Operação Lava Jato destinou um percentual de multa de acordo de leniência de investigados para o Ministério Público; esse pedido já havia sido feito pela Procuradoria Geral da República ao STF em junho de 2016 e negado à época pelo ministro Teori Zavascki; mesmo assim, uma cláusula nesse sentido consta no acordo firmado entre os advogados dos donos do Mein Bank, acusados de movimentar R$ 3,3 bilhões ilegalmente no âmbito da investigação; “A inclusão desta cláusula é uma evidente afronta à legislação”, afirma o deputado, que anuncia que irá ao Supremo questionar a decisão do MPF

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa