12 jan 2018

Petebistas acham que a culpa por Cristiane Brasil ser fritada é do Planalto.

Governo poderia ter antecipado sua posse e evitado constrangimentos.

NONATO VIEGAS

A deputada federal Cristiane Brasil (Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados)

Deputados petebistas culpam o Palácio do Planalto pela crise que se instalou em torno da posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. Acham que o governo poderia ter antecipado a posse de Cristiane para segunda-feira (8) e, assim, escapado da decisão da Justiça, da terça-feira (9), que a proibiu de assumir o ministério. A posse fora marcada para o mesmo dia em que a decisão da Justiça foi tomada.

Os petebistas acham que faltou senso de urgência para a equipe do ministro da Secretaria-Geral, Moreira Franco, responsável por organizar cerimônias de posse. Cristiane chegou a ligar para o presidente Michel Temer pedindo a antecipação, mas foi ignorada.

 

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa