11 fev 2018

NOTA OFICIAL – Lucas Ramos.

A histórica aliança entre PSB e PT, “celebrada no meio do povo“ como afirmava o governador Miguel Arraes, precisa ser melhor compreendida pelos dois partidos. Cada uma dessas legendas deve se fortalecer disputando o primeiro turno com candidaturas majoritárias e proporcionais próprias para, assim, eleger uma bancada maior de deputados federais e estaduais.

Ressalta-se a importância da instituição, na nossa democracia, dos dois turnos para as eleições majoritárias no Brasil. Erram, PSB e PT, quando queimam essa etapa com uma candidatura única entre os dois e ganham os partidos de centro-direita com esse erro tático dos de centro-esquerda. No segundo turno sim, um precisará do outro para juntos serem protagonistas de um modelo de governo que o Brasil precisa.

Como deputado no PSB vou defender, no congresso nacional do partido, a tese da candidatura à reeleição do nosso governador Paulo Câmara e aguardar o segundo turno para, se for o caso, celebrar uma aliança que congregue os ideais de centro-esquerda com o Partido dos Trabalhadores.

Lucas Ramos
Deputado/PSB

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa