12 jul 2018

Marina rejeita frente única para derrotar Bolsonaro.

“Não há interesse de nossa parte de fazer alianças com os partidos que hoje estão unidos combatendo a Lava Jato”, afirmou a pré-candidata

Questionada em entrevista à rádio Super Notícia, de Minas Gerais, sobre a possibilidade aventada por partidos de esquerda de formar uma frente única para derrotar Jair Bolsonaro em eventual segundo turno, Marina Silva rejeitou qualquer tipo de aliança e partiu para o ataque.

“Toda vez que a sociedade brasileira quer fazer uma mudança os partidos da polarização dizem que é fundamental se unir em torno deles pra continuarem no poder. É assim que, historicamente, o PT e o PSDB vão para o segundo turno. Um diz que é a salvação porque vai privatizar, outro porque vai estatizar. Não queremos alianças com quem faz oposição ao combate à corrupção. Não há interesse de nossa parte de fazer alianças com os partidos que hoje estão unidos combatendo a Lava Jato, como PT, PSDB, MDB e DEM e os seus satélites.”

Fonte: O Antagonista

Compartilhe esta notícia:
Felipe Durand