17 jun 2017

Homenagens marcam os 90 anos de Ariano Suassuna.

A vida e obra do dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta Ariano Suassuna foi tema de diversas homenagens ao longo desta semana. Na última sexta (16), em especial, quando completaria 90 anos, o imortal da Academia Brasileira de Letras teve a obra o “Romance d’A Pedra do Reino” relançada oficialmente ao cidadãos brasileiros no Centro Comunitário da Paz (COMPAZ), este que foi batizado com o seu nome, na cidade do Recife.

No evento de relançamento, que contou com a participação do prefeito Geraldo Julio e do jornalista político Gerson Camarotti, João Suassuna, neto mais velho, destacou a imortalidade de Ariano Suassuna. “O sucesso é efêmero, passageiro. O êxito, porém, é permanente. E Ariano conquistou o êxito. Sua imortalidade está presente nas obras, no carinho das pessoas”, afirmou.

À noite, na TV e no palco, Ariano Suassuna continuou a ser celebrado: com a encenação da peça “Auto da Compadecida” pelo grupo Teatro Experimental de Arte, de Caruaru, no Parque Santana; também no Programa “Conversa com Bial”, da Rede Globo, onde foram exibidos trechos de entrevistas, filmes e um rico diálogo entre o cineasta e diretor Guel Arraes, o ator Luiz Carlos Vasconcelos e o jornalista político Gerson Camarotti.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa