11 jul 2018

‘Geopolítica’ afasta PSB do PT.

São inconciliáveis os interesses das siglas em todo o Sul e no Sudeste. Em Pernambuco, aliança com Paulo Câmara também se torna improvável

Uma análise da “geopolítica” interna deve contar na decisão do PSB de que rumo tomar nacionalmente. E ela, hoje, afasta o partido do PT, seu antigo aliado. São inconciliáveis os interesses das siglas em todo o Sul e no Sudeste, além de colégios importantes na lógica interna, como DF e Amapá. Só em Pernambuco a aliança se justifica, ainda pelo desejo (cada vez mais difícil de o PT entregar) de que os petistas estivessem na aliança do governador Paulo Câmara à reeleição.

Se prevalecer a tendência de apoio a Ciro Gomes, que deve ser anunciada na segunda-feira, a decisão tem de ser chancelada no congresso do partido (equivalente à convenção), marcado para o derradeiro dia, 5 de agosto.

Fonte: BR18 (Vera Magalhães)

Compartilhe esta notícia:
Felipe Durand