12 out 2017

Clubes de leitura petrolinenses são atrações na Bienal do Livro em Olinda-PE.

Do espaço tímido e impacto econômico modesto da primeira edição, em 2003, a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco preserva apenas as lembranças. Mais importante feira literária do Norte e Nordeste, o evento chegou a sua 11ª edição nesta semana, e está mostrando gigantismo ao atrair autores, crianças, jovens, idosos e todo o Mundo Geek para o Centro de Convenções do Estado, em Olinda. De Petrolina, saiu nesta terça-feira (10) um grupo de estudantes do Plenus Colégio e Curso para apresentar ao público da bienal uma experiência exitosa da escola, os clubes de leitura.

Os clubes de leitura do Plenus – ‘Leia’ e ‘Leia­+’ – existem há pelo menos 10 anos, através da inciativa da professora Simone Ramos (in memoriam). Incentivar o hábito da leitura e externalizar aos colegas as experiências adquiridas com o livro são propostas do projeto. “O colégio tem como política educacional desenvolver e explorar o conhecimento próprio dos estudantes. Essas iniciativas vêm para consolidar isso. Valorização à leitura, ao livro e à cultura é o objetivo do Plenus, e apresentar nossa experiência na 3ª maior bienal do Brasil veio como um prêmio”, destacou o coordenador dos clubes, Genivaldo Nascimento.

Autores consagrados, palestras, oficinas literárias, bate-papos, apresentações infantis, culturais e artísticas sempre são atrações da bienal. Mas uma delas, a Roda de Conversa, no auditório Círculo das Ideias, tem chamado a atenção dos visitantes. Foi justamente nesse espaço que os alunos do colégio falaram de suas experiências.

Como conta a estudante do 8º ano, Ana Gabriela Sena, de 13 anos, que é membro do ‘Leia’. “O livro tem uma narrativa totalmente diferente porque explora o saber, não é uma coisa dada e que vem pronta.  Senti um frio na barriga ao compartilhar experiências com tanta gente diferente e desconhecida, mas foi boa a troca de informação. Muito legal”, disse a menina.

O grupo de Petrolina, composta por seis estudantes do 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental e dois professores do Plenus, representou os 150 alunos que fazem parte dos clubes de leitura. Além da participação na Bienal, eles fizeram um passeio cultural ao Museu Cais do Sertão e ao Marco Zero do Recife.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa