10 jul 2018

Cágado-de-barbicha é entregue à CPRH.


O réptil que costuma viver em rios, canais e lagos era criado como animal doméstico e já seguiu para o Cetas Tangara

Um cágado-de-barbicha (Phrynops geoffroanus) foi entregue à Agência Estadual de Meio Ambiente na manhã desta terça-feira (10), pela senhora Monaliza Santos, de 32 anos. O animal foi encontrado ainda filhote, em 2016, pelo esposo da tia de Monaliza, Gerônimo Soares, no Ibura de Baixo, Zona Sul do Recife. Desde então, vinha sendo criado como um animal doméstico pela família.

“Após o falecimento de tio Gerônimo, tia Irani passou a cuidar do cágado. O animal foi criado em uma grande bacia de lavar roupas e alimentado com ração. Ela decidiu entregar o cágado, porque ele estava muito grande para ser criado no local e também por entender que aquele ali não era mais o lugar adequado para ele”, comentou Monaliza. O réptil foi entregue à unidade de conservação da fauna silvestre da CPRH e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), no Bairro da Guabiraba.  Após a sua readaptação à natureza, ganhará a liberdade.

Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental – NCSEA
Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH
www.cprh.pe.gov.br

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa