16 jun 2017

Ações de saúde e cidadania marcam Dia mundial de violência contra idosos.

Música, dança, apresentações culturais e prestação gratuita de serviços de saúde, cidadania e beleza marcaram do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, nesta quinta-feira (15/06), em Jaboatão dos Guararapes. A ação é uma realização do Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), em parceria com o Sesc e Prefeitura do município. Também participaram da ação: Secretaria de Saúde de Pernambuco, Secretaria de Municipal de Direitos Humanos, Secretaria de Defesa Social, Senac e Defensoria Pública.

Ao longo da manhã, dezenas de idosos puderam realizar testes de colesterol, glicemia e hepatites, aferir pressão arterial, tomar vacina contra a gripe, fazer avaliação física, além de receber orientações sobre saúde bucal, ambiental e nutrição. Na área de cidadania, houve emissão de certidões de nascimento e casamento através do Balcão de Direitos, corte de cabelo, emissão de carteiras de identidade e do Idoso, inscrição para o programa Bolsa Família, além de informações sobre benefícios e orientações com defensor público.

Quem aprovou a iniciativa foi a aposentada Edilene Castro, 63 anos, que aproveitou o evento para repaginar o visual com um novo corte de cabelo. “Estou achando maravilhoso porque muitos dos idosos são solitários. Um evento como esse ajuda na autoestima, tem a diversão, isso é muito bom porque dá alegria”, elogia.

Coordenadora do CIAPPI, Sandra Jucá, destaca a importância da ação. “Quando a gente promove direitos, quando chamamos a atenção para um dia como este, de conscientização mundial,  empoderamos, damos dignidade e elevamos a autoestima da pessoa idosa”, afirma.

CAMPANHA DE PREVENÇÃO A VIOLÊNCIA – O tema da violência contra pessoa idosa também será abordado nas linhas de ônibus e nas redes sociais, uma vez que os casos têm crescido a cada ano. Toda a frota que circula na RMR, um total de 2.965 coletivos, receberam cartazes informativos com os tipos de violação mais frequentes cometidas contra a pessoa idosa, entre elas, negligência, abandono, agressão física, abuso financeiro e maus tratos.

Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico destaca que o enfrentamento às violações requer conscientização e mobilização social. “Ações como estas são importantes para que possamos criar uma consciência global, social e política da triste realidade que ainda assola muitos idosos. É impensável aceitar a violência contra a pessoa idosa com naturalidade. Precisamos combatê-la com afinco e, principalmente, com o amplo debate sobre o tema”, pontua Eurico.

Nas peças constam o detalhamento do que configura o crime, previsto no Estatuto do Idoso, e também os telefones de contato para denúncias. Ao longo deste ano, o CIAPPI tem realizado inúmeras ações de fiscalização em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), resultando na interdição de três espaços nos últimos dois meses após constatação de violações. Grande parte da demanda do Centro é proveniente de denúncias. Os demais casos são provenientes da rede de assistência e de demanda espontânea.

O CIAPPI é um programa da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH), órgão vinculado a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), que atua na prestação de apoio psicossocial e jurídico, recebendo denúncias de violação dos direitos da pessoa idosa e encaminhando para as entidades responsáveis. A equipe técnica do CIAPPI é multidisciplinar composta por profissionais da área de psicologia, jurídica e assistência social. Mais informações através do telefone (81) 3182-7649 ou presencialmente na Rua Santo Elias, 535, 2º andar, Espinheiro – Recife.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa