15 maio 2018

A Fantástica Fábrica de Chocolate existe? Willy Wonka é real?.

Obra de ficção ou realidade? Conheça um pouco mais sobre a história do chocolate Wonka

Praticamente duas gerações inteiras de crianças e adolescentes cresceram com vontade de comer os doces Wonka produzidos na “Fantástica Fábrica de Chocolate”, tema de dois filmes e um musical de sucesso nos Estados Unidos.

Rios de chocolate, florestas de pirulitos, os ajudantes oompas-loompas e, claro, o excêntrico dono Willy Wonka fazem parte do fascínio que esta obra de ficção exerce em jovens e adultos.

Mas espere um momento! Por que obra de ficção? Barras de chocolate e outros doces com a marca Wonka estampadas em suas embalagens existem.

Então, o chocolate é mesmo real?!

A notícia boa é que sim, é real. Atualmente, ele é fabricado pela Nestlé e distribuído em mais de 60 países. Hoje, por exemplo, oferece inspiradas em cenas dos filmes, como as balas Wonka Nerds, as balinhas de refrigerante Wonka Bottle Caps e as gomas Wonka Gobstopper.

A notícia ruim é que o Brasil infelizmente não integra essa lista de países. Aqui, para achar algum doce Wonka, é preciso procurar em lojas de produtos importados ou em duty free nos aeroportos – normalmente com preços mais vantajosos.

Quem nasceu primeiro? O Chocolate ou o filme?

Muitos pensam que o produto já existia quando o primeiro filme foi lançado mas o que aconteceu foi o contrário. A obra surgiu justamente para promover a marca.

A Quaker estava produzindo um novo tipo de chocolate e, para isso, financiou a produção de um filme inspirado no livro infantil “A Fantástica Fábrica de Chocolate”. A ideia era simples: o sucesso do longa impulsionaria a campanha de lançamento da marca Wonka.

Contudo, o filme não foi um sucesso de bilheteria na época (ainda que hoje seja visto como cult) e o próprio chocolate produzido pela Quaker apresentava um ponto de derretimento muito baixo. Ou seja, os chocolates ficavam moles nas gôndolas dos mercados.

A marca foi adquirida pela Nestlé, e anos depois a Warner Bros decidiu fazer uma nova adaptação da narrativa. Dessa forma, a Nestlé identificou um bom momento para promover um reposicionamento da Wonka no mercado, com novos produtos e novas ações institucionais.

Existe mesmo uma fantástica fábrica de chocolate?

Chocolates são feitos em fábricas, claro, mas dificilmente encontraremos no mundo real indústrias com doces em todos os lados. A inspiração está na infância de Roald Dahl, autor do livro que deu origem aos filmes.

As principais fábricas de chocolate do Reino Unido costumavam enviar doces para as crianças experimentarem e testarem novos produtos. Além disso, naquela época as principais indústrias da região, investiam no sigilo, na segurança e no segredo de seus processos de produção para esconder as táticas de seus concorrentes.

O autor resolveu, dessa forma, dar asas à imaginação infantil. Como uma criança idealizaria uma fábrica de chocolate? Nascia aí os rios de chocolate, as florestas com diversos tipos, funcionários que amam cacau, entre outros itens surreais e fantásticos.

E o Willy Wonka?

Um dono extrovertido, cheio de mistérios e que busca uma criança para herdar seu império de chocolate é fruto da ficção, ainda que as interpretações de Gene Wilder e Johnny Depp tenham sido bem convincentes.

A inspiração, mais uma vez, remete ao mistério que envolvia as fábricas do Reino Unido no início do século 20 e alimentavam a criatividade e imaginação das pessoas. Para se trancar assim, só mesmo sendo gênio e louco ao mesmo tempo, não é mesmo?

Ficção e Realidade se misturam

A marca Wonka mostra como é possível a interação entre ficção e realidade. Dificilmente as grandes indústrias pensariam em criar esse tipo de chocolate importado se não fosse o sucesso do livro e, posteriormente, dos filmes. Renovando-se constantemente a partir das lembranças de Willy Wonka e sua fantástica fábrica.

O que achou? Se você gostar e tiver interesse em compartilhar, eu ficaria bem contente.

Aguardo seu retorno, mesmo que seja para declinar.

Beijos mil..

Luana Santos
Link Building
Tel: (11) 5681-1999 – Ramal: 1973
E-mail: luana.santos@seomarket ing.com.br
Site: www.seomarketing.com.br

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa