9 out 2019

Anna Layza é madrinha de iniciativa social que emprega mulheres que moram em abrigos para dar aulas na internet .

Visualização da imagemVisualização da imagemVisualização da imagem

Fotos de: Reprodução / MF Press Global 

Além de Anna Layza, a iniciativa também é apoiada por outros grandes influenciadores digitais e artistas brasileiros como Carlinhos Maia, Maju Trindade, e o artista plástico Kobra.

A youtuber e influenciadora digital Anna Layza, fenômeno da internet com quase 7 milhões de inscritos, engajou-se em mais uma causa social, aceitando o convite para ser madrinha de uma iniciativa que emprega mulheres norte-americanas que vivem em abrigos em Nova York, nos Estados Unidos, para ensinar inglês pela internet: a Soulphia.

Além de Anna Layza, a iniciativa também é apoiada por outros grandes influenciadores digitais e artistas brasileiros como Carlinhos MaiaMaju Trindade, e o artista plástico Kobra.

“Todas as tutoras/professoras são mulheres americanas que moram em abrigos de Nova York. Centenas de mulheres já saíram das ruas e hoje estão vivendo suas vidas e trabalhando como professoras de inglês do soulphia.com. É uma honra ser madrinha de um projeto como este”, comentou Anna Layza.

Anna Layza vive há anos nos Estados Unidos e reforça a importância da iniciativa: “hoje em dia é imprescindível saber o inglês, mesmo pra quem não tem pretensão de sair do Brasil ou de viver aqui nos Estados Unidos. Esta iniciativa da Soulphia além de resgatar a dignidade destas mulheres, proporciona a milhares de pessoas a oportunidade de aprender inglês com alguém nativo do idioma, mesmo quem não tem condições de vir estudar fora. Iniciativas como essa devem ser apoiadas. E eu apóio”.

Soulphia é uma empresa social que busca ensinar inglês de uma forma inovadora, recebendo alunos do mundo inteiro e de todos os níveis de estudo através da internet. As mulheres que passam a fazer parte da iniciativa como professoras são preparadas para dar aulas pela Educurious – uma das maiores e reconhecidas empresas de educação dos Estados Unidos. Ao final do curso, a plataforma garante aos alunos certificado internacional válido de proficiência em inglês.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos