17 maio 2019

Bíblia do mercado financeiro chama Bolsonaro de ‘pária’.

Em longa reportagem publicada nesta sexta (17), o britânico Financial Timesafirmou que o presidente Jair Bolsonaro tornou-se um pária entre os liberais americanos, sobretudo de Nova York.

O jornal era um dos patrocinadores do prêmio de pessoa do ano que Bolsonaro receberia em Nova York. E retirou seu patrocínio após protestos.

“Bolsonaro é um pária em círculos liberais. E que isso acontece justamente no momento em que ele mais precisa de investimentos”, diz a publicação.

O jornal aborda como Bolsonaro foi escorraçado do maior centro financeiro do planeta. Primeiro pelo Museu de História Natural, que se recusou a receber o prêmio em que seria homenageado.

“O desprezo em Nova York serviu para aumentar as preocupações de que Bolsonaro se tornou persona non grata nos círculos diplomáticos educados, esmagando o histórico de longa data do Brasil em ser um ‘soft power’ do cenário mundial”, escreve o FT.

“Algumas empresas – incluindo o Financial Times – retiraram seus patrocínios para a festa após protestos de ativistas ambientais e de direitos gays. Embora a maioria dos patrocinadores tenham permanecido, alguns membros da Câmara de Comércio expressaram desconforto em celebrar Bolsonaro, que venceu uma eleição no ano passado, mas tem postura controversa há anos, endossando a tortura e dizendo que a homossexualidade poderia ser curada na base da porrada em crianças”, prossegue a publicação.

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa