5 maio 2019

Quinto suspeito preso da morte de empresário em Aldeia está no Cotel.

O homem foi preso na noite dessa sexta-feira (3) próximo ao local do crime

Mário Gouveia Cavalcanti Júnior, de 79 anos, foi morto dentro da própria casa na madrugada do dia 23 de abril  / Foto: Reprodução/Redes sociais

Mário Gouveia Cavalcanti Júnior, de 79 anos, foi morto dentro da própria casa na madrugada do dia 23 de abril – Foto: Reprodução/Redes sociais

JC Online – Com informações da TV Jornal

O quinto suspeito de participar do assalto que culminou na morte do empresário Mário Gouveia Cavalcanti Júnior, de 79 anos, no dia 23 de abril, preso na noite dessa sexta-feira (3), foi encaminhado para o Centro de Triagem Professor Everardo Luna, em Abreu e Lima, no Grande Recife, na manhã deste sábado (5). O homem foi identificado como Leandro Lucas da Silva, mais conhecido como Due, de 28 anos, e foi preso em Chã de Cruz, Paudalho, Zona da Mata de Pernambuco, próximo ao local do crime.

Segundo informações obtidas pela TV Jornal, a ligação de Leandro com o crime não foi divulgada pela polícia. Ele foi levado para prestar depoimento na Delegacia de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR), e, contra ele havia um mandado de prisão em aberto por uma tentativa de homicídio em 2016. A defesa do suspeito nega a participação dele no assassinato do empresário.

Prisões

Além de Leandro, outros quatro suspeitos de estarem envolvidos no crime foram presos. Eles foram presos no dia 24 de abril e identificados como Luciano Josuel de Santana, Cícero Romão Henrique da Silva Pino, Leonardo Nascimento Silva e Rodrigo Gomes da Silva.

Os quatro passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva. Eles também foram levados para o Cotel.

O crime

O proprietário do Parque Águas Finas, Mário Gouveia Cavalcanti Júnior, de 79 anos, foi morto após trocar tiros com cerca de 15 a 20 homens que invadiram a sua residência, localizada no mesmo terreno do parque, na madrugada do dia 23 de abril. Os criminosos tentavam roubar a sua coleção de armas, guardadas dentro da casa.

Mário chegou a ser socorrido de helicóptero por um funcionário para um hospital particular do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos