15 abr 2019

Pauta: O aumento do trafego de dados já uma realidade.

 

Até o final de 2023 a maior parte do trafego de dados móveis será transportado por rede 5G. Especialistas comentam que essas tecnologias prometem novos recursos que afetarão a vida das pessoas e transformarão os setores. 
Release: Acompanhando esta evolução a WeAudit, criou o aplicativo 2audit. Agora gestores podem ter acesso e acompanhar como seus funcionários estão utilizando dados moveis corporativos. Com esta gestão é possível evitar desperdícios de recursos e também auxiliar no aumento de produtividade da equipe, já que sabemos que redes sociais e outros aplicativos são os principais vilões da produtividade.

Não é uma novidade que estamos próximos a linha de chegada para atingir o maior nível de trafego de dados. Segundo a pesquisa “Visual Networking Index”, divulgado pela Cisco do Brasil, em 2018 o volume de utilização de dados foi o dobro de 2013. Isso significa que desde do advento da internet em 1984 até 2016, o mundo gerou 1 zettabyte de informação, e deste período até 2019, este número dobrou, e chegamos a marca de 2 zettabytes.

Existem quatro motivos principais que impulsionam este acontecimento. O primeiro deles foi a expansão da internet no mundo todo, estima-se que 51% da população mundial tenha acesso a web.

Outro fator é a quantidade de dispositivos móveis e conexões onde estudiosos apontam que a expectativa para o ano de 2019 alcancem 24 bilhões, cerca 9,8 bilhões a mais do que em 2014.

E quando falamos de usuários, não nos referimos apenas a pessoas, mas também a maquinas. A IoT também conhecido como Internet das Coisas, chegou a gerar dúvidas aos usuários sobre sua entrada, onde esta tecnologia pode demorar a chegar até nós, mas até 2020 os gastos com IoT irão ultrapassar US$1 trilhão e ganhará espaço em diversos segmentos como manufatura, varejo, transporte e estará amplamente presente nas casas, que serão responsáveis por metade das conexões máquina a máquina (M2M, na sigla em inglês) em 2019.

A velocidade da banda larga que está sendo aprimorada também impactou para chegarmos a estes números. A média global para 2019 é de 42,5 Mbps, um crescimento de mais de duas vezes, comparado com o ano de 2014 que foi de 20.3 Mbps.

E concluindo os motivos destes acontecimentos, temos o aspecto menos técnico e mais próximo da realidade da população, que é crescimento de consumo de vídeos, que representa uma fatia muito considerável no aumento do tráfego. O acesso a vídeos na web em 2019, em nível mundial será de 80%, 13% a mais que em 2014.

Você sabe qual serão os impactos desta evolução na sua companhia? Sabemos que quando acontecem estas transformações é necessário se preparar e entender qual a melhor estratégia para gestão. Ainda mais quando falamos de gestão de dados de internet, muitas empresas disponibilizam para seus funcionários utilizarem para fins comerciais planos de pacote de dados. E uma das maiores reclamações são que os pacotes acabam muito rápido e não é possível verificar como foi utilizad

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa