4 abr 2019

Haddad: ‘Esse governo tem de entender que deve representar todo o país’.

Ex-prefeito analisou os primeiros 90 dias do presidente Jair Bolsonaro no cargo

Haddad: 'Esse governo tem de entender que deve representar todo o país'

© Fábio Pelinson

POLÍTICA OPINIÃO

Fernando Haddad (PT), candidato derrotado à Presidência da República nas últimas eleições, concedeu entrevista aos ex-senadores Lindbergh Farias (PT) e Vanessa Grazziotin (PCdoB), no canal “À Esquerda”, no YouTube, em que analisou os primeiros 90 dias do presidente Jair Bolsonaro no cargo.

“O Brasil é muito maior que esse projeto que está no poder. O Bolsonaro representa um retrocesso muito grande no imaginário do brasileiro em relação ao seu próprio país. Eles não estão no poder há três meses: o que o Bolsonaro representa está há três anos no poder. O Paulo Guedes é um [Michel] Temer radical, um [Henrique] Meirelles radical. A gente cobra resultado porque faz três meses que eles prometeram que a PEC do Teto e a reforma trabalhista iam resolver os problemas. Eles vivem mentindo para as pessoas”, lamentou.

Haddad ainda ressaltou a necessidade de uma mobilização popular massiva nas ruas. “Nós estávamos defendendo até outro dia os direitos sociais da Constituição. Hoje, nós somos obrigados a defender os direitos civis, os direitos políticos, os direitos ambientais”, disse. “Ou seja, ele representa uma ameaça ainda maior ao que foi acordado em 1988 como sendo um pacto social mínimo. Uma hora esse governo vai ter que entender que ele precisa representar todo o país, e não só aqueles que ele agregou em torno de um projeto obscurantista”.

Compartilhe esta notícia:
Reinhard Allan Santos