13 mar 2019

Prefeitura do Recife lança agenda e exalta legado de Tereza Costa Rêgo.

Agenda anual da Secretaria da Mulher traz, este ano, obra da artista plástica e capa ilustrada por Dani Acioli (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Ícone das artes em Pernambuco e no Brasil, a pintora Tereza Costa Rêgo ganhou homenagem da Prefeitura do Recife em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Nesta quarta-feira (13), o prefeito Geraldo Julio ao lado da secretária da Mulher, Cida Pedrosa, lançaram a agenda 2019 e a arte desenvolvida pela artista plástica ganhou forma com o traço da ilustradora Dani Acioli.

“Essa homenagem é um exemplo de inspiração para muitas mulheres e jovens, para que se influenciem com a trajetória de Tereza. Além disso, a agenda coloca na pauta do ano todo o combate ao machismo e à violência contra as mulheres”, afirmou o prefeito.

Participaram ainda do lançamento da agenda as secretárias de Habitação, Isabella de Roldão, de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Ana Rita Suassuna e as secretárias-executivas Iane Marques e Ana Paula Jardim, de Esportes e Defesa do Consumidor, respectivamente.

A agenda remonta a diversas épocas da vida da pintora, que retrata o imaginário popular pernambucano e o corpo feminino como local de empoderamento e de coragem.

A secretária da Mulher, Cida Pedrosa, conta que a agenda traz todos os serviços de atendimento para a mulher que temos na Prefeitura. “Então, a usuária que quiser recorrer a algum serviço nosso, como o Centro Clarice Lispector, que atende mulheres vítimas de violência, vai encontrar o endereço e o telefone. Se a mulher quiser o contato da Delegacia da Mulher, também encontrará, além do calendário de lutas das mulheres”, detalhou Cida.

Sobre a homenagem a Tereza, Cida comentou da libertação feminina presente nas obras da artista. “Ela é um símbolo de resistência e liberdade”.

Representando a mãe no evento, a jornalista Tereza Rozowykwiat destacou como “merecida” a homenagem. “Ela dedicou a vida toda a quebrar parâmetros e regras e isso fez que com que ela se tornasse uma mulher representante dessa luta, iniciada por ela há muitos anos”, afirmou.

Todo ano, a secretaria traz em suas agendas anuais mulheres simbólicas, já foram celebradas as trajetórias de Júlia Santiago e Bárbara de Alencar.

Compartilhe esta notícia:
Felipe Durand