10 out 2018

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado.

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores que estão envolvidos em processos da Operação Lava Jato não conseguiram um novo mandato político nas eleições 2018 e perderão foro privilegiado, com seus agora sendo enviados para a primeira instância. Com o foro, eles só podem ser julgados pelo Supremo.

Sem o foro, como destaca o UOL, o destino de cada processo é definido de acordo com o tipo de delito e a origem do inquérito.

Confira na lista abaixo os políticos derrotados nas urnas que terão processos enviados para a primeira instância judicial. A relação não inclui parlamentares que têm inquérito na Lava Jato arquivado ou que já tiveram nomes excluídos do processo.

SENADORES

Benedito de Lira (PP-AL)

Edison Lobão (MDB-MA)

Eunício Oliveira (MDB-CE)

Garibaldi Alves Filho (MDB-RN)

José Agripino Maia (DEM-RN)

Paulo Bauer (PSDB-SC)

Raimundo Colombo (PSD-SC)

Romero Jucá (MDB-RR)

Valdir Raupp (MDB-RO)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

DEPUTADOS

Alfredo Nascimento (PR-AM)

Aníbal Gomes (DEM-CE)

Betinho Gomes (PSDB-PE)

Heráclito Fortes (PSB-PI)

José Mentor (PT-SP)

José Otávio Germano (PP-RS)

Jutahy Magalhães Jr. (PSDB-BA)

Júlio Lopes (PP-RJ)

Lúcio Vieira Lima (MDB-BA)

Marco Maia (PT-RS)

Milton Monti (PR-SP)

Yeda Crusius (PSDB-RS)

Zeca do PT (PT-MS)

Fonte: Notícias ao Minuto

Compartilhe esta notícia:
Felipe Durand