4 mar 2015

Humberto discute obras hídricas com o Ministério da Integração.

Atento à execução das obras hídricas em Pernambuco, o líder do PT no Senado, Humberto Costa, reuniu-se nesta terça-feira (3) com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, para tratar do andamento dos projetos da Transposição do Rio São Francisco, que estão 70% concluídos, e das adutoras do Pajeú e do Agreste.
Na conversa, Occhi garantiu ao parlamentar que não há qualquer atraso de pagamento às empreiteiras que executam um dos maiores empreendimentos hídricos do país. “O ministro disse que todas as medições de trabalho, hoje, estão pagas a todas as empresas. O Governo Federal não deve um real sequer”, afirmou Humberto.

Na semana passada, a imprensa noticiou que a construtora Mendes Júnior teria demitido cerca de 2,5 mil trabalhadores empregados na obra em Salgueiro e regiões próximas. “O ministro Occhi nos disse que, de transposição, não há débito com ninguém. O que pode haver é que, dentro do ritmo de conclusão das obras, as etapas finalizadas estejam dispensando trabalhadores”, disse Humberto.

O ministro explicou que as últimas medições feitas pela equipe técnica no fim de fevereiro, referentes às obras executadas em janeiro, serão pagas nos próximos dias. Segundo Occhi, 70% da execução física da obra já estão concluídos e os desembolsos do governo vêm aumentando desde 2011.
Somente no ano passado, foram destinados R$ 1,3 bilhão à transposição do Rio São Francisco, o maior valor anual já registrado. Atualmente, quase 10 mil profissionais trabalham nos canteiros de obra dos eixos Norte e Leste.

Para Humberto, é fundamental que o governo entregue as obras para solucionar os problemas de falta d’água no Nordeste. “A situação do abastecimento de água em Pernambuco é grave. Alguns sistemas de distribuição estão baixos, como Botafogo, que abastece a Região Metropolitana do Recife, e Jucazinho, que leva água às cidades do Agreste”, ressaltou o senador, autor do requerimento de continuação dos trabalhos da comissão de acompanhamento das obras do Rio São Francisco no Senado.

De acordo com o parlamentar, o Ministério da Integração Nacional pretende inaugurar os primeiros nove quilômetros do Eixo Norte em junho deste ano e, em agosto, fazer a água correr por mais 45 quilômetros do canal. “Vamos começar a entregar trechos importantes a partir de junho, possivelmente com a presença da presidenta Dilma Rousseff. A transposição é prioritária para o governo”, declarou o líder do PT.

Desde outubro de 2014, a Estação de Bombeamento (EBV-1) do Eixo Leste já bombeia água do Velho Chico. Localizadas em Floresta (PE), as duas bombas levam água, em um período de testes, por um percurso de 15 quilômetros, do Lago de Itaparica até o Reservatório Areias.
ADUTORAS – Sobre as adutoras do Agreste e do Pajeú, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, explicou que restrições orçamentárias atrasaram pagamentos, mas que o Governo Federal, tão logo aprovado o Orçamento de 2015 pelo Congresso, vai regularizar os desembolsos. “Não houve prejuízo às obras. E, tendo em conta que a liberação de recursos será continuada proximamente, iremos retomar o ritmo dos trabalhos para garantir segurança

Compartilhe esta notícia:
Henrique Barbosa