26 ago 2014

Café São Braz revitaliza importante espaço do Recife.

DSC_0677

Fundado em 1885, o Clube Internacional do Recife sempre foi sinônimo glamour. Sendo assim, um ousado projeto tratou de resgatar todo o charme do local, que é tido como patrimônio imaterial de Pernambuco. Encabeçada pelo empresário Ernesto Antunes, a reforma do Internacional mudou completamente a cara do clube e deu ao lugar uma arrojada cafeteria.

Morando nas proximidades do clube, Ernesto se sentia desconfortável com o estado em que o clube se encontrava. Desejando resgatar o espaço, ele teve a ideia de trazer de volta a tradição e aliar todo o requinte a um estabelecimento comercial conceito. Surgiu então o Café São Braz. Mais do que um ponto comercial, o empresário desejava manter viva na memória dos pernambucanos a tradição do Clube Internacional.

DSC_0676

Unindo toda a nostalgia dos áureos tempos do Internacional à modernidade dos dias de hoje, o Café conta com uma ampla área, utiliza móveis rústicos do clube e é considerado a mais suntuosa franquia São Braz em Recife. Em um ambiente bastante agradável, o cliente desfruta de um saboroso café, se sentindo em um espaço criado no início do século XX.

DSC_0671

Assinado pelo arquiteto Eric Perman, o projeto contou com a colaboração da presidente do clube, a arquiteta Michelle Gill e conseguiu reproduzir fielmente a atmosfera que tanto notabilizou o Internacional. A obra recuperou fachada, jardins e interiores do clube. Além da luxuosa cafeteria, o ambiente também conta com uma pizzaria.

Ernesto Antunes nos concedeu entrevista e deu detalhes sobre a revitalização do Clube Internacional e a concepção do Café São Braz:

Compartilhe esta notícia:
Aurino Rosendo